Coordenação Intramuscular

Escrito pelo Prof. Esp. e MBA Danilo Luiz Fambrini

          A coordenação intramuscular surge como um dos fatores principais da adaptação neural e vem elucidar a função exercida pelas unidades motoras nesse processo. A melhora da ativação das unidades motoras é exatamente o que possibilita uma das primeiras alterações adaptativas no sistema neuromuscular (BACURAU et al., 2001). Quanto à melhoria das funções intramusculares, Weineck (1999) destaca a importância da capacidade de um músculo poder recrutar um maior numero de Unidades Motoras, permitindo assim, o aumento da capacidade de desenvolver força de contração.

          A ocorrência da coordenação intramuscular se dá na fase da adaptação neural, quando se verifica o aumento da solicitação das unidades motoras. Podemos justificar este fato vendo que indivíduos não-treinados não conseguem pôr em ação o recrutamento das unidades motoras específicas para um movimento em comparação a atletas treinados. Em relação a indivíduos treinados e destreinados, Weineck (1991) mostra que o treinado adquire a capacidade de ativar simultaneamente mais unidades motoras de um músculo. É relatada uma melhora na coordenação intramuscular: ao contrário dos destreinados que só conseguem alcançar determinado percentual de recrutamento simultâneo das fibras musculares.

        Os indivíduos treinados apresentam uma quantidade muito maior de fibras musculares contráteis ativadas de forma sincronizada, significando maior recrutamento de unidades motoras e com isso também a força total do músculo (BACURAU et al 2001, MAIOR; ALVES 2003).

Referência da imagem: BP Blogspot

Tudo o que você precisa saber sobre Adaptação Neural [Especial CDT]

Ler a matéria