Métodos de avaliação de flexibilidade.

       A flexibilidade é uma qualidade física que pode ser conceituada como a amplitude de movimento de uma articulação. É importante para a garantir o conforto nas atividades cotidianas e tem efeito terapeutico quando se trata de lombalgia e tensões neuromusculares (FARINATTI & MONTEIRO, 2000).

Existem três categorias de métodos de avaliação da flexibilidade:

  • Medidas angulares: Mensurada por aparelhos que calculam em graus a amplitude de uma articulação especifica, os principais são gôniometro e fleximetro.
  • Medidas lineares: Feitas por meio de medidas na qual calculam a distancia do ponto do corpo até o local mais distante deste. Um método muito utilizado dentro dessa categoria é o Sentar e alcançar utilizando banco de Wells.
  • Medidas adimensionais: Feita por meio subjetivo onde quem determina o resultado é o avaliador. Devido á sua medida que consideramos tendenciosa, não entraremos em detalhes sobre esta.

Pollock (1993), relata que provavelmente as medidas angulares são as mais interessantes para tal avaliação.

Goniometria

goniometro

       É definida pela medida dos ângulos, utiliza do instrumento goniômetro para executar as avaliações. Esse método tem como vantagem o baixo custo e não utiliza de nenhum método invasivo para suas aferições. (CIRIBELLI, MENDONÇA e FERREIRA, 2005).

      O goniômetro pode ser de metal ou plástico, podendo ter formado de meio circulo ou circulo completo e é composto por três partes: braço fixo, braço móvel e o centro do circulo. A avaliação apresenta marcação de 0 a 180° comumente e esse método foi utilizado pela primeira vez por Silver em 1923.

      Apesar de ainda ser o método angular mais utilizado, exige maior experiência do avaliador para não ocorrerem alterações no resultado, já que o aparelho precisa de uma série de observações.

Fleximetro

flwximetro

      O fleximetro é um aparelho de formato circular que mensura a amplitude de movimento de determinada articulação. Ele é capaz de avaliar 9 articulações e 32 movimentos. O aparelho é fixado com um velcro em torno da articulação e fixado em 0°, o avaliado realiza o movimento e é constatada em graus a sua flexibilidade após 3 tentativas (SCHMIDT, 2011). A sua precisão e baixo custo são pontos positivos, porém, a avaliação um pouco mais demorada e por não ter esse aparelho em qualquer lugar dificultam sua utilização rotineira.

Sentar e alcançar

Banco de Wells

      Para a mensuração da flexibilidade foi utilizado o teste de sentar e alcançar proposto por Wells e Dillon (1953), onde o voluntário devidamente sentado com a planta dos pés apoiadas ao próprio banco com aproximadamente 20 cm de altura, sobre o banco coloca-se uma fita métrica de 0 a 50 cm com as mãos uma sobre a outra, o voluntário realizaria três movimentos seguidamente de flexão de tronco com os braços estendidos sem a flexão dos joelhos, sendo a maior distância atingida a considerada (ACHOUR Jr., 1997).

       Apesar de sua limitação com relação em saber qual articulação está ou não com flexibilidade dentro do ideal, ainda é muito utilizada em pesquisas devido á sua praticidade e por ser um método validado.

Qual a influência do alongamento dinâmico na performance de corredores bem treinados?

Ler a matéria

Importantes informações sobre a prática do Alongamento [Especial CDT]

Ler a matéria