Plano de treinamento para prevenção de lesões lombares.

11694250_360129800849916_799958677_n

Os incômodos a nível da região lombar, sendo eles uma lombalgia leve ou lesão grave, acometem grande parte da população. O tratamento e principalmente a prevenção dessas exigem o acompanhamento de profissionais credenciados e capacitados para um bom planejamento.

Poucas pessoas tem a facilidade em saber se a sua dor é algo leve por um posicionamento desconfortável, se é uma dor muscular tardia após sessão de treinamento, ou uma dor mais intensa que exija uma consulta médica. Para isso a procura por um profissional da área da saúde é fundamental para uma orientação nesse sentido.

Em caso de dores leves lombares persistentes por alguns dias, ou incômodos que surgem esporadicamente, os treinadores devem iniciar um trabalho de prevenção, visando anular uma possível lesão lombar decorrente desses desconfortos. Em geral, atletas e praticantes de exercícios físicos devem se atentar ao fortalecimento da região lombar e glúteos e treinar a flexibilidade de quadris e isquiotibiais (JENKINS, 2003; Mc Gill, 2010).

Wheeler (2015) destaca três variáveis essenciais para a prevenção de lesões lombares, sendo elas: Segurança, triagem e fortalecimento.

Segurança

Considerada primária em um programa de treinamento, a segurança é fundamental, e ela se dá pelo cuidado para que todas os exercícios sejam executados de maneira correta, minimizando riscos (BAECHLE e EARLE, 2008). Treinadores que trabalham com o desempenho devem considerar se o risco do exercício é superado pela recompensa ao elaborar a rotina de treinamento.

O treinador deve orientar o atleta a executar de maneira correta a tarefa, orientando de maneira eficaz e o corrigindo sempre que necessário. É natural o

atleta/aluno se cansar das correções em caso de não conseguir executar com facilidade, mas o treinador deve ser persistente e explicar a importância da execução correta (WHEELER, 2015).

Triagem

A triagem é um momento importante na prevenção de lesões lombares, nesse momento o treinador deve se atentar a todos os possíveis riscos envolvendo seu atleta/aluno e direcioná-lo para uma atividade especifica adequada. Treinadores em um aspecto geral não são preparados para avaliar lesões, mas uma de suas responsabilidades é elaborar o treinamento seguro e capaz de alcançar bons resultados para o atleta/aluno (BAECHLE e EARLE, 2008).

Diferente de uma avaliação de Fisioterapeuta ou Preparador Físico no qual avaliam uma área especifica do corpo ou movimento, a triagem visa o movimento como um todo procurando identificar elementos capazes de alterar os padrões de movimento, aumentando o risco de lesões (COMFORT, PEARSON e MATHER, 2011).

Como forma de triagem, recomenda-se a utilização de exercícios funcionais na atenção a grupos pequenos, como treinamento pessoal ou em sala de treinamento com pesos (MINICK et al., 2010; FROHM et al., 2012) . Com relação a grupos maiores como em equipes desportivas, aconselha-se a utilização do período de aquecimento para uma análise nesse sentido (WHEELER, 2015).

Fortalecimento

Após a triagem, exercícios visando o fortalecimento para corrigir eventuais desequilíbrios devem ser utilizados. Como exemplo, a musculatura lombar e abdominal muitas vezes precisam de um estimulo direto para auxiliar o individuo a melhorar suas habilidades de contração. Tais cuidados são

importantes e contribuem para uma prevenção a longo prazo de lesões lombares (HIDES, JULI e RICHARDSON, 2001).

Não somente exercícios específicos para a região lombar são capazes de conseguir fortalecimento dessa área, mas também exercícios que utilizam de sua estabilização como o Agachamento livre, por exemplo (COMFORT, PEARSON e MATHER, 2011). Variações como Agachamento Unilateral podem ser interessantes por auxiliarem no fortalecimento da região lateral de quadril e exigir maior estabilização, dessa forma fortalecendo os músculos lombares (NADLER et al., 2002).

Considerações

O planejamento para a elaboração de um programa de treinamento seja ele individual, em pequenos grupos ou em grandes grupos, é fundamental para minimizar os riscos de lesões e aumentar o rendimento. Tal sequência citada na matéria deve ser executada em um período precedente ao de hipertrofia ou preparação especifica de competições, pois, tem por objetivo preparar o atleta/aluno para as atividades mais intensas.

Confira na próxima matéria os detalhes de exercícios sugeridos por Wheeler (2015) com a finalidade de prevenção de lesões lombares.

10 trabalhos científicos sobre Voleibol para ler ou baixar, veja

Ler a matéria

Ação muscular no exercício Inferior na paralela [Vídeo]

Ler a matéria

Os segredos da Preparação Física no Futebol com desconto exclusivo, confira

Ler a matéria