Vitamina C: O que é? Qual a importância?

Escrito pelo Prof. Esp e MBA Danilo Luiz Fambrini

            Dentre as diversas vitaminas existentes, a C é uma das mais comumente consumidas e utilizadas no cotidiano, tendo efeitos interessantes para os consumidores.

            A Vitamina C ou o ácido ascórbico (AA) é uma vitamina hidrossolúvel e incapaz de ser sintetizada pelo ser humano ou outros primatas. Isso ocorre devido a deficiência, geneticamente determinada, da gulonolactona oxidase que impede a síntese do ácido L-ascórbico a partir da glicose (Nishikimi et al., 1994).

            Tal micronutriente necessita de uma dose recomendada para manutenção de nível de saturação da vitamina C no organismo que é de cerca de 100mg por dia. Em situações diversas, como infecções, gravidez e amamentação, e em tabagistas, doses ainda mais elevadas podem ser necessárias (SCHECTMAN, 1993).

            Sugere-se que a Vitamina C é interessante para a utilização de ácidos graxos (gordura) durante exercício e tem por base que possa ser pelo ácido ascórbico  sendo um co-fator para a biossíntese de carnitina, uma molécula necessária para a oxidação de ácidos graxos (HOPPEL, 2003).Os antioxidantes tem outras funções, podendo ajudar a neutralizar radicais livres no corpo. Isto é importante porque a acumulação do radical livre no corpo é associada ao longo do tempo com o envelhecimento e as normas sanitárias avançados tais como o cancro, a doença cardíaca e a artrite (SMITH, 2015).

Deficiência

Quando o consumo dietético da vitamina C é insuficiente, a produção de colágeno está interrompida, isso ocasiona uma norma sanitária conhecida como escorbuto que é causado entre outros motivos, pela deficiência de Vitamina C e dentro de seus sintomas, SMITH (2015) relata:

  • Dor de Músculo, particularmente nos pés
  • Dor articular
  • Fadiga
  • Vermelhidão na pele
  • Gomas Inchadas e sangramento possível
  • Dispnéia

Excesso

Stupiello (S/d) relata que a ingestão de 1g de Vitamina C por dia, durante um período longo pode ocasionar problemas á saúde e incômodos. Para alcançar esse valor é quase impossível pela alimentação, ocorrendo quase em sua totalidade combinando a alimentação com a suplementação.

Dentre os sintomas do excesso pode-se relatar, segundo SMITH (2015):

  • Diurese
  • Diarreia
  • Gás
  • Náusea

Fontes de Vitamina C

            Como fontes de Vitamina C podemos destacar o Caju, Laranja, Melancia, Brócolis, Couve-flor, entre outros.

Fique atento, em breve novas publicações sobre as Vitaminas.

Nutrição Esportiva: 15 matérias sobre alimentação [Especial CDT]

Ler a matéria

5 Vitaminas que você viu no CDT e sua relação com o exercício físico [ESPECIAL CDT]

Ler a matéria