O que é Ectomorfo, Mesomorfo e Endomorfo?

Você pode nunca ter ouvido falar sobre ectomorfia, mesomorfia ou endomorfia, mas ela tem grande importância na definição de características corporais. Quando somos fecundados, nossa formação contém os três somatotipos com origem nos 3 tecidos embrionários: ectoderma, mesoderma e endoderma. Com o avançar do tempo, a formação se encarrega de trilhar um dos três caminho, determinando o biótipo do individuo.

Ectomorfo: Caracterizado por um corpo esbelto, com massa muscular baixa com tendência a tonificar a musculatura, porém, sem ganhar grande volume. Com metabolismo acelerado, tem grande dificuldade para ganhar peso corporal, necessitando de menor preocupação com alimentação, onde a boa alimentação resultará em grande controle de peso. Normalmente com ossos finos e curtos. A grande dificuldade se dá no ganho de massa muscular, onde necessita de um grande esforço para ter resultados.

Mesomorfo: Etimologicamente, “meso” significa “metade”, dessa forma, é o biótipo que se encontra entre o ectomorfo e endomorfo. Tal biótipo traz maior facilidade com relação a obter um corpo atlético. Com grande facilidade para adquirir massa muscular em volume, força e tonificação. Pessoas com esse biótipo que praticam treinamento com pesos tem enorme possibilidade de conquistar um corpo com grande massa muscular e definição.

Seu metabolismo é normal sem grandes preocupações com dietas, mas um bom controle, pois, tem maior facilidade em adquirir gordura corporal em comparação aos ectomorfos.

Endomorfo: É o biótipo com menor taxa de metabolismo, o que ocasiona maior tendência ao acumulo de gordura corporal. Maior dificuldade em conquistar tonificação, tornando a musculatura mais flácida.

Tradicionalmente as pessoas que tem esse biótipo tem maior dificuldade para a manutenção do peso corporal, tendo maior importância uma dieta controlada, bem como, exercícios físicos, visando a redução ou manutenção do peso corporal.

Está preocupado com o biótipo que mais se assemelha a você? Não se preocupe, mesmo nascendo com predominância genética com tendência para certo somatotipo, podemos adaptá-lo ao que seja conveniente, porém, não tão facilmente . Esse fato ocorre frequentemente com atletas de alto nível ou pessoas com histórico em alguma atividade. A verificação do somatotipo pode não ser diretamente ligada á genética do sujeito (FIGUEIREDO, 2010).

body_types1