O que é Área de compressão do ombro?

Escrito pelo Prof. Esp e MBA Danilo Luiz Fambrini

A parte superior da articulação do ombro é geralmente denominada área de compressão por ser tradicionalmente a área na qual existe o encurtamento durante o movimento.

O suporte na porção superior da articulação do ombro é feito pela cápsula, lábio da glenóide, ligamento coracoumeral, e o suporte muscular, enquanto o reforço capsular é feito pelo supra-espinhoso e cabeça longa do bíceps braquial.

Acima do músculo supraespinhoso fica a bolsa subacromial e o ligamento coracoacromial, formando um arco acima da articulação acromioclavicular. (HAMILL, 1999).

O músculo supra-espinhoso e as bolsas nessa área são comprimidos na medida em que o braço levanta acima da cabeça e podem ser irritados se a compressão for de magnitude ou duração suficientes. A porção inferior da articulação do ombro é minimamente reforçada pela cápsula e cabeça longa do tríceps braquial (HAMILL. 1999).

Segundo Hamill (1999), a área na articulação do ombro denominada área de compressão contém estruturas que podem ser lesadas com o constante uso excessivo. A verdadeira compressão ocorre na posição abduzida com o braço na posição de rotação.

É necessário uma amplitude de movimento extrema em diferentes atividades, como lançamentos, no tênis, na natação e na ginástica olímpica. (ZARINS, 1984). Tem sido mostrado que alguns atletas que comumente produzem movimentos usando posições articulares extremas podem ter uma articulação de ombro frouxa, na qual a cabeça do úmero pode perder o contato com a cavidade glenóide em posições terminais ou extremas. Nessas posições articulares extremas a cápsula articular e os ligamentos que cercam o ombro ficam distendidos.

Com movimentos contínuos nas posições terminais, a cabeça do úmero pode ser forçada sobre a margem do lábio da glenóide em uma posição luxada ou subluxada, a partir da qual ela geralmente reposiciona de volta ao soquete. (ZARINS, 1984).

As estruturas do manguito ralador podem ser lesadas ao baterem contra os processos do acrômio ou coracóide ou contra o forte ligamento coracoacromial.

Esta lesão ocorre com atividades que exigem a elevação do braço, como no trabalho acima da cabeça ou atividades esportivas que exigem arremesso. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Dessa forma, a utilização excessiva de movimentos extremos podem ocasionar lesões na articulação do ombro.

Tudo o que você precisa saber sobre a articulação do Ombro [Especial CDT]

Ler a matéria

Detalhes da articulação do Ombro Parte III – Músculos envolvidos

Ler a matéria