Detalhes da articulação do Ombro Parte III – Músculos envolvidos

Escrito pelo Prof. Esp e MBA Danilo Luiz Fambrini

Seguindo as publicações envolvendo os detalhes da articulação do ombro, após tratarmos das principais articulações e ligamentos envolvidos em tal articulação, hoje vamos expor os músculos do complexo do ombro.

Músculos com origem na escápula e inserção no úmero

Músculo supra-espinhal ou supra-espinhoso

Como indica o nome, o músculo supra-espinhoso localiza-se acima da espinha da escápula. Ele é ocultado pelo trapézio e o deltóide, o trapézio cobrindo a sua porção muscular, o deltóide seu tendão. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997)

Ação anatômica: abdução da articulação glenoumeral. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997), (WIRHED, 1986). O supra-espinhoso pode contribuir com 12 % do torque de abdução a 120° de movimento e acima. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Músculo redondo maior

O redondo maior está localizado no bordo axilar da escápula distai ao redondo

menor. Ele é redondo como o menor, porém maior.

Ações anatômicas: rotação interna, adução e extensão da articulação glenoumeral. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997). Ele age em associação ao músculo grande dorsal. (WIRHED, 1986).

Músculo redondo menor

Embora o infra-espinhoso e o redondo menor sejam supridos por dois nervos diferentes, eles são estreitamente relacionados, em localização e ação, e algumas vezes são inseparáveis. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997)

Ações anatômicas: rotação externa e adução da articulação glenoumeral. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997), (WIRHED, 1986).

Músculo infra-espinhal ou infra-espinhoso

Embora o infra-espinhoso e o redondo menor sejam supridos por dois nervos diferentes, eles são estreitamente relacionados, em localização e ação, e algumas vezes são inseparáveis. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997)

Ações anatômicas: rotação externa e adução da articulação gtenoumeral. (SMlTH & WEISS & LEHMKUHL, 1997), (WIRHED, 1986).

Músculo subescapular

O subescapular está localizado embaixo da escápula. junto à caixa costal. mas ele não é fixado na caixa costal. A cobertura lisa de tecido conjuntivo do subescapular apresenta uma superfície deslizante para a escapula deslocar sobre a caixa costal. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997)

Ação anatômica: rotação interna do úmero. Dependendo da posição do braço, o subescapular pode flexionar, estender, aduzir ou abduzir a articulação glenoumeral. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Músculo coracobraquial

Fixação proximal: processo coracóide da escápula Fixação distai: superfície mediai da úmero, a cerca de meio caminha abaixa da diáfise do úmero.

Ações anatômicas: flexão e adução da articulação glenoumeral. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997), (HAMILL 1999).

Músculos com origem no tronco e inserção na escápula

Os músculos com origem no tronco e inserção na escápula tem a importante função de posicionar a escápula de forma a otimizar o movimento desejado, dando ao úmero a mobilidade necessária. A escápula pode ser elevada e abaixada, sofrer adução e abdução e por fim rotação lateral e mediai. (WIRHED. 1986).

Músculo levantador da escápula

Sua função é revelada pelo seu nome, ele eleva a escápula e ocorre com a elevação de maneira simultânea uma rotação mediai da escápula (WIRHED, 1986).

Músculos rombóides (maior e menor)

O rombóides (do grego rhombos, uma figura em forma de losango) que conectam a escápula com a coluna vertebral, ficam embaixo do trapézio. A porção superior é conhecida como rombóide menor; a porção inferior (maior) como rombóide maior. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997) Ações anatômicas: rotação para baixo, adução e elevação da escápula (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Eles retraem e elevam a escápula e ocorre com a elevação de maneira simultânea uma rotação mediai da escápula (WIRHED, 1986).

Músculo trapézio (porção superior)

O trapézio é um músculo superficial do pescoço e dorso superior e é acessível à observação e palpação em toda sua extensão. Em virtude da sua forma, ele foi chamado o músculo “xale”. Os primeiros anatomistas chamaram-no “musculus cucullaris” (em forma de capuz de monge). O nome atual refere-se a uma figura geométrica. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Ações anatômicas: o trapézio superior efetua elevação e rotação para cima da escápula, bem como extensão, flexão lateral e rotação contralateral do pescoço; o trapézio médio efetua rotação para cima e adução da escápula. Rotação para cima ocorre com abdução da escápula durante a elevação do braço. À medida que o eixo de rotação move-se da raiz da espinha escapular para o processo do acrômio, o braço de força do trapézio inferior toma-se maior para rotação para cima (BAGG E FORREST. 1988 apud SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Músculo peitoral menor

O peitoral menor (do latim pectus, osso do peito, tórax) localiza-se anteriormente no tórax superior, inteiramente coberto pelo peitoral maior. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997)

Ações anatômicas: depressão e inclinação ventral da escápula bem como elevação das costelas 2 a 5. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Marques, (2000) aprofunda esta colocação supra-citada dizendo que o peitoral menor é um músculo biarticular, sendo assim possui duas funções: com a origem fixa (nas costelas) inclina a escápula anteriormente, provocando a

protração do ombro e com a inserção fixa (escápula) auxilia na inspiração forçada.

Músculos com origem no tronco e inserção no úmero

Os músculos com origem no tronco e inserção no úmero são, em geral. grandes, proeminentes, superficiais e são também os mais importantes em relação à força e mobilidade. (WIRHED, 1986).

Músculo peitoral maior

O seu nome (do latim pectus. osso do peito, tórax) indica que o peitoral maior é um grande músculo do tórax. Ele tem uma origem extensa, mas não cobre uma área tão grande quanto o grande dorsal. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997)

Ações anatômicas: adução e rotação interna da articulação glenoumeral. A cabeça clavicular efetua flexão da articulação glenoumeral. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997), (WIRHED, 1986).

Músculo deltóide

O deltóide (do grego delta, a letra ll; eidos, semelhança) é um grande músculo superficial que consiste em três partes: anterior, média e posterior. O músculo cobre a articulação glenoumeral em todos os lados exceto a axila e compreende 40 % da massa dos músculos escapuloumerais (O’BRlEN et ai. 1990 apud SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Ações anatômicas: abdução da articulação glenoumeral (porção mediai). O deltóide anterior efetua flexão e adução horizontal da articulação glenoumeral e rotação interna do ombro. O deltóide posterior efetua extensão e abdução horizontal da articulação glenoumeral e rotação externa do ombro. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Músculo grande dorsal

O nome grande dorsal é derivado do latim Latus. que significa largo. Este músculo é o mais largo músculo do dorso e da região torácica lateral. Ele se situa superficialmente, exceto uma pequena parte que é coberta pelo trapézio inferior. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Ações anatômicas: rotação interna. extensão e adução da articulação glenoumeral, depressão escapular, elevação da pelve. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Músculo serrátil anterior

O serrátil anterior (do latim serra,. serra) é um dos músculos mais importantes da cintura escapular. Sem ele, o braço não pode ser elevado acima da cabeça. (SMITH & WEISS & LEHMKUHL, 1997).

Este músculo impede que a escápula da seja pressionada para trás, quando estamos em apoio de braços, é um músculo muito importante para a estabilidade dos ombros. (WIRHED, 1986).

Ação anatômica: abdução e rotação para cima da escápula {SMlTH & WElSS & LEHMKUHL, 1997).

Conheça a origem, inserção e ação do músculo Redondo Maior [Vídeo]

Ler a matéria

Vídeo demonstra ação de cada tipo de contração! [VÍDEO]

Ler a matéria