Efeitos de um período de treinamento em jogadores de futebol

A paralisação no futebol devido a pandemia do Covid-19 levou atletas do mundo inteiro a interrupção dos treinamentos em seus clubes, apesar que muitos estão sendo assessorados a distância pela a sua comissão técnica, outros não conseguem ter o mesmo acompanhamento e podem sofrer com os efeitos do DESTREINAMENTO a longo prazo(>4 semanas).
.
ESTUDO
.
14 jogadores jovens foram avaliados antes e após um período de destreinamento de 6 semanas com o objetivo de analisar a magnitude das alterações fisiológicas cardiorrespiratórias .
.

As variáveis ​​fisiológicas foram avaliadas através de um teste incremental de ergoespirometria: freqüência cardíaca (FC), captação de oxigênio (VO₂), volume de ventilação (VE), velocidade aeróbica (VA) e anaeróbica (Van) de corrida nos limiares e esforço máximo.
.
RESULTADOS
.
Houve decréscimo significativo após o período de destreinamento de 6 semanas em todas as variáveis avaliadas.
.
CONCLUSÃO
.
Períodos de destreinamento longo pode comprometer a capacidade aeróbica em jogadores jovens de futebol, manter-se ativo durante períodos de transição da fase competitiva pode ser uma estratégia para atenuar perdas significativas na capacidade aeróbica de atletas.
.
 
Siga: @cienciadotreinamento e @preparacao.fisicanet

REFERÊNCIA
.
Melchiorri G, Ronconi M, Triossi T, et al. Detraining in young soccer players. J Sports Med Phys Fitness. 2014;54(1):27–33.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Ciência do Treinamento (@cienciadotreinamento)

Conheça Luisa Stefani, tenista brasileira que vem fazendo história

Ler a matéria

Começou a Copa do Mundo de Futsal, saiba mais sobre a competição

Ler a matéria

Paralimpiadas Tokyo 2020: Veja programação do dia 04/09/2021

Ler a matéria