Exercicio Físico é fundamental para puérperas!

Escrito pelo Prof. Esp e MBA Danilo Luiz Fambrini

         O corpo da mulher sofre diversas mudanças fisiológicas quando se está puérpera, sendo elas: cardiovasculares, respiratórias, gastrintestinais, urinária, músculo-esqueletica, endócrina, hematológico e no corpo uterino, óvarios, vagina e mamas, causando-lhes desconfortos tanto físicos quanto emocionais (CARVALHO MOTA, 2002).

        O puerpério é uma fase que tem duração variável e que consiste na etapa pós parto onde o organismo passa pelas recuperações das modificações ocasionadas pela gestação, normalmente dura de 6 a 8 semanas, onde o corpo retorna as condições não gravídicas (De SOUZA BARACHO, 2003). Apesar do período relativamente curto dessa etapa, a Organização Mundial da Saúde recomenda que a mulher seja acompanhada até 6 meses após o parto.

        Devido aos incômodos que a mulher passa nesse período, algumas medidas são sugeridas para auxiliá-la, a principal delas, o implemento de exercícios físicos com a finalidade de acelerar o processo de recuperação do tônus muscular (WHITEFORD, POLDEN, 1992).

       Os desconfortos que as puérperas sofrem nesse período são diversos, principalmente abdominais, nas mamas, membros superiores, articulações, dores lombares e esses fatores podem vir a influenciar na sua auto-imagem (SPRINGHOUSE, 2005).

        Devido as possíveis limitações e incômodos e mudanças físicas, a mulher nessa etapa necessita de uma atenção multidisciplinar, para que além de se exercitar e recuperar seu estado não gravídico em um curto espaço de tempo, merece atenção emocional, pois, nesse período se torna vulnerável a problemas psicológicos.

Quanto tempo após o parto é liberada a pratica de exercícios físicos?

        Em mulheres que tiveram parto normal (vaginal), como a recuperação é mais rápida, 15 dias após o parto pode retornar aos exercícios, exceto em caso de complicações. Já no caso de cesariana, a indicação é que volte as atividades após 30 dias, sendo que pode variar também de 40 a 60 dias dependendo da recuperação da puérpera.

Recomendações

        É interessante o dialogo entre o instrutor e a puérpera para que ela o informe de todos os seus incômodos e destaque os principais, assim, ele pode direcionar as atividades para as principais necessidades ocasionando melhores resultados. Algumas regiões merecem uma atenção maior, como o assoalho pélvico, no qual se faz importante o fortalecimento para evitar problemas como a incontinência urinaria. Os músculos abdominais e paravertebrais também, sendo que o primeiro é submetido a uma distensão durante o período de gestação e o segundo tem importante influência na manutenção da postura da mulher.

Referência da imagem: Psiinsight

Análise tática – Organização defensiva Manchester City [vídeo]

Ler a matéria

Como ser um bom zagueiro no futebol – Dica da técnica dos zagueiros modernos [VÍDEO]

Ler a matéria