O que é a Ilha da luta? Como irá funcionar?

A Ilha da luta, tão falada no Mundo da Luta nas últimas semanas, será uma estrutura construida na Ilha de Yas, em Abu Dhabi, Emirados Arabes. Essa será a primeira vez que  toda uma infraestrutura será construída por lá, mas o próprio UFC já organizou três eventos no local (o UFC 112, com Anderson Silva vs. Demian Maia, em 2010, o UFC Fight Night Minotauro vs. Roy Nelson, em 2014, e o UFC 242, com Khabib Nurmagomedov vs. Dustin Poirier, no ano passado).

No entanto, dessa vez o cuidado é enorme, haverá uma zona de segurança de cerca de 25 km² dentro da Ilha de Yas, que incluirá arena, hotel, instalações de treinamento e restaurantes. Essa zona de segurança será aberta apenas para atletas do UFC e seus treinadores, equipe do UFC e staff do evento, e funcionários da Ilha de Yas que são necessários para garantir a operação do local.

E, segundo levantamento da ESPN, Dana White revelou que haverá um octógono na areia.

“Quando tudo isso aconteceu, eu fiquei pensando em como conseguiríamos realizar os eventos. E eu comecei a pensar e falar com lugares diferentes, e Abu Dhabi esteve aberto a um acordo. Abu Dhabi é um dos lugares mais restritos no mundo neste momento com tudo o que rola da COVID-19. Então eles nos colocarão na Ilha Yas, estamos construindo uma infraestrutura lá. E já temos todo um plano de como fazer isso funcionar”, disse Dana White.

“É grande. Tudo vai acontecer na ilha. Ninguém sairá da ilha. Tudo. Treinos… Eles terão seus próprios espaços de treino, onde poderão se preparar. Teremos um octógono na areia. A infraestrutura será inacreditável. Quando vamos lá, as pessoas em Abu Dhabi fazem tudo certo. Tudo é de primeira, tudo é feito além do que você pode acreditar”, completou.

 

A ‘Ilha da Luta’ do UFC já tem além de lugar, dia para inauguração. O presidente Dana White primeiro card principal do local, que terá três disputas de cinturão com dois brasileiros envolvidos nela e acontece no dia 11 de julho. Estarão em jogo os títulos dos meio-médios, dos penas e dos galos no evento que será chamado de UFC 251.

O nigeriano Kamaru Usman coloca seu cinturão meio-médio em jogo contra o brasileiro Gilbert Durinho na luta principal. No co-main event, o australiano campeão peso pena Alexander Volkanovski dá a revanche para o havaiano Max Holloway. Para fechar as disputas, o brasileiro José Aldo e o russo Petr Yan duelam pelo título vago dos galos.

O card principal ainda será fechado por duas disputas femininas com presenças brasileiras: Jéssica Bate-Estaca x Rose Namajunas e Amanda Ribas x Paige VanZant.

Dana White anunciou ainda que serão mais três cards no local, nos dias 15, 18 e 25 de julho.

Veja o card completo do UFC 251 na Ilha da Luta

Kamaru Usman (NIG) x Gilber Burn (BRA) – pelo cinturão dos meio-médios
Alexander Volkanovski (AUS) x Max Holloway (EUA) – pelo cinturão dos penas
Jose Aldo (BRA) x Petr Yan (RUS) – pelo cinturão vago dos galos
Jéssica Bate-Estaca (BRA) x Rose Namajunas (EUA) – palhas feminino
Amanda Ribas (BRA) x Paige VanZant (EUA) – moscas feminino

Gestão Esportiva, desafios e oportunidades/Renato Oliveira [VÍDEO]

Ler a matéria

Análise tática – 1ª fase de construção + Pressão bloco alto

Ler a matéria